Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page

Rating: 2.9/5 (122 votos)




ONLINE
1





Partilhe este Site...



www.radioarirambafm.com


Esporte
Esporte

Vasco bate o Flamengo na Arena da Amazônia e se garante na final do Campeonato Carioca

Gazeta Esportiva - O Vasco está na final do Campeonato Carioca. Em partida disputada na tarde deste domingo, na Arena Amazônia, em Manaus, a equipe de São Januário derrotou o Flamengo por 2 a 0, com gols de Andrezinho e Riascos. Foi a nona partida seguida que o Vasco não perde para o Flamengo. Agora, o time cruz-maltino vai enfrentar o vencedor de Fluminense e Botafogo que jogam ainda neste domingo, em Volta Redonda.

Mais organizado em campo, o Alvinegro soube construir o resultado favorável e resistir às investidas do adversário. O Flamengo mostrou muita disposição, mas pouco talento para definir as jogadas de ataque.

O jogo – O Flamengo começou a partida com a marcação avançada para dificultar a saída do Vasco. Guerrero, Gabriel e Marcelo Cirino pressionavam os zagueiros que eram obrigados a apelar para os chutões. Logo no início, Wallace e Nenê se desentenderam e acabaram sendo advertidos com o cartão amarelo. Só aos cinco minutos é que o Vasco chegou na área. Após troca rápida de passes, Madson cruzou e Nenê cabeceou por cima.

Mais organizado em campo, o Vasco tocava a bola com mais objetividade, enquanto o Flamengo preferia arriscar os lançamentos para Cirino e Gabriel, abertos pelas extremas.

Aos dez minutos, um cruzamento da esquerda surpreendeu os zagueiros rubro-negros que não conseguiram interceptar o lance e quase permitiam que Riascos chegasse na bola.

Aos 13 minutos, Guerrero recuou de peito para Mancuello que bateu muito mal, sem levar perigo para o gol defendido por Martín Silva. Dois minutos depois, Jorge levantou para Willian Arão na área do Vasco. O apoiador cabeceou, de costas, e mandou a bola por cima.

A resposta do Vasco veio em arrancada de Riascos pela direita. Ele se livrou de Cuellar, com facilidade, e cruzou para a conclusão de Nenê, mas o chute do meia encobriu o travessão defendido por Paulo Victor.

Aos 21 minutos, o Vasco marcou o primeiro gol. Riascos recebeu na esquerda, driblou César Martins que caiu sentado e rolou para Nenê na pequena área. O zagueiro Wallace salvou duas vezes os chutes do meia cruz-maltino e  a bola sobrou para Andrezinho na entrada da área que bateu rasteiro e colocou a bola nas redes. O técnico Muricy reclamou de possível impedimento de Riascos na origem da jogada, mas os protestos de nada adiantaram.

O Flamengo teve a chance de empatar aos 26 minutos. Paolo Guerrero recebeu na entrada da área, girou e bateu forte, mas Martín Silva fez grande defesa, espalmando para escanteio. Depois de sofrer o gol, o time da Gávea passou a pressionar em busca do gol do empate, enquanto o Vasco recuou demais para defender o resultado. O time de Muricy Ramalho mantinha Cirino e Gabriel abertos pelos lados, mas a equipe de São Januário se defendia muito bem.

O Vasco só voltou a aparecer na área do Flamengo quando Nenê se livrou de Cuellar e bateu para fora.

Aos 46 minutos, quase que o Vasco ampliou. Jorge Henrique investiu pela esquerda, lançou Nenê que tocou para a entrada de Riascos, mas Cuellar apareceu na cobertura e bloqueou o atacante.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com o meia Alan Patrick no lugar do atacante Gabriel, formando uma linha de quatro no meio-campo. E antes do primeiro minuto, o goleiro Martín Silva apareceu bem ao defender um cruzamento enviezado de Willian Arão que levava a direção do gol. A equipe rubro-negra controlava as ações e mostrava agressividade em busca do gol do empate. O Vasco apenas defendia a sua vantagem, pouco se arriscando na frente. Aos oito minutos, Mancuello cruzou na área e Guerrero chegou atrasado para tentar a conclusão.

O time dirigido por Jorginho só apareceu no ataque aos dez minutos, quando Cuellar puxou a camisa de Andrezinho. Rodrigo bateu forte, mas nas mãos do goleiro Paulo Victor.

Mesmo com rendimento inferior no segundo tempo, o Vasco ampliou a vantagem aos 11 minutos. Riascos recebeu na área e bateu. O goleiro Paulo Victor defendeu, mas a bola bateu nas pernas de Wallace que chegou atrasado na jogada e ganhou o fundo das redes. Para o árbitro, o gol foi do atacante colombiano. Segundo um site de pesquisas, foi o gol mil na história do Clássico dos Milhões.

Aos 15 minutos, o volante Diguinho, um dos melhores da equipe vascaína, pediu para sair.  O técnico Jorginho optou pela entrada do lateral Yago Pikachu.

Apesar de ficar mais tempo com a bola, o time do Flamengo encontrava grande dificuldade para organizar jogadas de ataque. Muito bem postado, o sistema defensivo do Vasco conseguia bloquear as investidas da equipe dirigida por Muricy.

Depois da parada técnica, o Flamengo voltou mais agressivo. Aos 26 minutos, Mancuello chutou cruzado e Martín Silva espalma para o lado, permitindo que a defesa alivie o perigo. Um minuto depois, após toque de calcanhar de Cirino, Willian Arão completou e Martín Silva voltou a praticar grande defesa.

Muricy tentou aumentar a força do seu ataque, trocando o volante Willian Arão pelo meia Ederson. Jorginho também mexeu na equipe cruz-maltina. Ele trocou o cansado Riascos que saiu muito aplaudido e colocou Eder Luis para devolver a velocidade ao ataque.

Aos 37 minutos, o Flamengo passou a jogar com menos um. O meia Alan Patrick entrou de forma violenta sobre Yago Pikachu e recebeu cartão vermelho. A expulsão foi o sinal para que a grande torcida rubro-negra começasse a deixar a Arena Amazônia, enquanto a torcida do Vasco ironizava seus adversários.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 0 FLAMENGO

Local: Arena da Amazônia, em Manaus (AM)

Data: 24 de abril de 2016, domingo

Hora: 16h (de Brasília)

Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro

Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Daniel do Espírito Santo

Cartão Amarelo: Nenê, Julio Cesar, Julio dos Santos, Luan (Vas);  Wallace, Cuellar, César Martins, Rodinei(Fla)

Cartão Vermelho: Alan Patrick(Fla)

Gols:

VASCO: Andrezinho, aos 21 minutos do primeiro tempo; Riascos, aos 11 minutos do segundo tempo

VASCO: Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar(Rafael Vaz); Diguinho(Yago Pikachu), Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Riascos

Técnico: Jorginho

FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, César Martins , Wallace e Jorge; Cuéllar, William Arão(Ederson) e  Mancuello; Gabriel(Alan Patrick), Marcelo Cirino(Felipe Vizeu) e Paolo Guerrero

Técnico: Muricy Ramalho